quinta-feira, junho 02, 2011

Scott Pilg... hein?!

Estranho como a industria do cinema agora presta atenção no público alternativo. Parece que existe uma pressa em atender ao sonho dos nerds. Acabei a edição 3 do quadrinho de Scott Pilgrim para perceber que é tudo absolutamente diferente do filme. Fiquei ligeiramente atônito e descobri com o Mr Google que é porque o filme começou a ser rodado antes da publicação do final da saga. Como assim? Aconteceu o mesmo com Kick-ass (o que fez uma diferença agressiva, por final... quadrinho dá de 10 a 0). Porque os caras não têm um pouquinho de paciência para esperar ao menos o roteiro do quadrinho ser concluído. Não que o final do filme seja ruim (e já li alguns boatos que existe um extra no DVD com o final alternativo idêntico ao quadrinho, só acredito vendo!), mas se é pra ser fiel ao original, que seja até o fim!

quinta-feira, maio 05, 2011

Vida nova...

Pois bem, tudo novo. Ainda estou meio atordoado, mas a minha vida entrou em uma nova etapa. Agora ela não é só minha. Anteontem foi a minha mudança. Mudança de moradia principalmente. Estou dividindo quarto, cama, decisões e todo o resto com Laise. Já não sou o engenheiro solteiro perdido no mundo da Odebrecht. Agora tenho diversos problemas novos na cabeça e um sorriso de orelha a orelha.
Published with Blogger-droid v1.6.8

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Amy Winehouse

Ontem fui ao show de Amy Winehouse. Foi bem legal, ela canta muito bem e tem uma presença de palco muito boa. Estava tudo muito bem: o público empolgado, o som de boa qualidade... enfim, um bom espetáculo. Eis que ela se retira do palco de forma absolutamente suspeita. Em seguida, volta completamente insana. A partir daí o show descambou para a esculhambação. A coitada dando umas corridinhas tipo criança apreensiva, enquanto esquecia a letra das músicas e errada tudo que podia (menos a afinação). Vi todo mundo reclamando que o show foi curto. Sabe do que mais? Eu acho que ela nao aguentaria muito mais que aquilo. Foi ótimo. Engraçadíssimo, até.

quarta-feira, janeiro 05, 2011

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Ausência


Caro Leitor,

Venho através deste post pedir as mais humildes e sinceras desculpas pois não tenho postado nada aqui nesse blog há alguns meses. Tenho estado realmente ocupado. Minha vida mudou bastante também. Para verem como estou ocupado basta dizer que agora eu moro em Ipanema, e para reafirmar o desespero, segue a lista dos shows principais que fui esse ano:

- Franz Ferdinand (Fundição)
- Tom Zé (Circo Voador)
- Nouvelle Vague (Circo Voador)
- Gotan Project (Vivo Rio)
- Os Mutantes (SWU)
- Joss Stone (SWU)
- Dave Matthews Band (SWU)
- Kings of Leon (SWU)
- Queen of the Stone Age (SWU)
- Belle And Sebastian (Circo Voador)
- Smashing Pumpkins (Planeta TERRA)
- Pavement (Planeta TERRA)
- Paul McCartney (Morumbi)

F*ck Yeah!!!

segunda-feira, abril 26, 2010

Jaguar no botequim

Nunca consegui ouvir um comentário do tipo “encontrei a famosidade num-se-das-quantas, no Leblon” sem expressar total ojeriza. Sou anti-tietagem de criação. Ah, porque tomei cerveja ao lado do participante anônimo do Big Brother 2... encontrei aquela atriz que teve câncer na novela do Manuel Carlos. Ah, vai pra p****... sem falar que deve ser um saco pro cara que está lá, de ressaca todo esculhambado ter de encontrar um monte de gente inconveniente por aí. Pois bem, agora pago a língua. Estava tomando um chop Black sensacional no Leblon na sexta-feira (no rio foi feriado de São Jorge) quando adentra ao bar um ídolo da minha infância: Jaguar, o ícone do jornalismo sem vergonha e dos cartunistas brasileiros. Fiquei nervoso até, e muito feliz de ver um pedacinho do dia-a-da do cara que, bem umas 10 da manhã, entrava no bar para tomar um cálice de conhaque com um cafezinho expresso. Achei muito legal. Obviamente, ainda com toda a alegria de ver o cara de pertinho, eu me contive e não fui incomodá-lo. Mas que eu fiquei sorrindo sozinho, fiquei.

terça-feira, abril 13, 2010

Dj Hero

Franz Ferdinand

Nem contei aqui que fui no Show do Franz Ferdinand no dia 19 de março aqui no Rio de Janeiro. Putz, foi o melhor presente de aniversário que já dei para mim mesmo. Durante e depois do show fiquei em catarse, de tal forma que não consegui prestar atenção em nada, só viajar no som e na loucura do momento. Não falei nada e não falarei mais nada. Entra no link para ver coisas sobre o show (tá, eu sei que fala do show de São Paulo, mas o do Rio foi idêntico e tão bom quanto). Recomendo a todos que já perderam a oportunidade de estar em algum desses shows que eles já fizeram no Brasil.